Arquitetura, Decoração

Qual a Iluminação Adequada para Cada Ambiente?

Qual a iluminação adequada para cada ambiente sempre é uma dúvida na hora de escolher as luminárias de casa ou do trabalho. Além da estética das luminárias, tem a questão de conforto para a atividade principal daquele ambiente. Por exemplo, um quarto deve ter uma iluminação mais aconchegante, já o escritório uma iluminação que mantenha a concentração. Uma boa iluminação garante conforto e eficiência e uma má iluminação além de desvalorizar o ambiente prejudica o funcionamento dos espaços. Além disso, a iluminação artificial tem influência direta no seu estado emocional, rendimento e pode ser uma grande aliada no seu bem-estar.

Luz quente, Luz Neutra ou Luz Fria?

Esta definição não tem relação com calor físico emitido pela lâmpada e sim com a tonalidade da cor que a lâmpada fornece ao ambiente.

Fonte: Pinterest

Para definição dessa tonalidade da luz emitida pelas lâmpadas existe um sistema que classifica o tipo de luz através de uma analogia a temperaturas em Kelvin, quanto mais branca (fria) for a luz, mais alta é a temperatura de cor e quanto mais amarela (quente), mais baixa a temperatura de cor. É importante salientar que que a temperatura de cor não possui nenhuma influência no consumo da lâmpada.

Gráfico de Temperatura de Cor – Fonte: https://www.vivadecora.com.br/

Como saber qual a iluminação ideal para cada ambiente?

Esta resposta depende da função principal do ambiente, ou seja, qual sensação, relaxamento ou atenção, necessito para executar a principal atividade realizada naquele cômodo? 

Onde precisamos ficar mais relaxados devemos usar uma iluminação mais amarela, por ser mais confortável aos olhos, e onde devemos ficar mais atentos uma iluminação branca. Claro que isto não é uma regra, cada um pode utilizar a que preferir em cada ambiente, mas este é o mais indicado para o conforto e bom aproveitamento dos espaços.

Fonte: Pinterest

No quarto por exemplo, uma iluminação amarela proporciona um relaxamento maior do que uma iluminação branca, mais fria. No caso de ambientes que demandam uma atenção maior, como escritórios, bancos, escolas, centros cirúrgicos ou indústrias utiliza-se uma temperatura de cor mais alta consequentemente mais branca, já em estações de trabalho e ambientes residenciais como cozinha, banheiro e área de serviço o mais indicado é uma iluminação neutra, pois exigem níveis moderados de atenção.

Fonte: Pinterest

O corpo humano é regulado pelo “ritmo biológico”, que está diretamente ligado à influência da luz natural e ao ciclo do sol. No início e no fim do dia o sol proporciona uma luz amarelada que geralmente causa relaxamento. Ao longo do dia temos um aumento da temperatura de cor da luz solar, atingindo cerca de 6500K ao meio-dia, o que aumenta nossa concentração e apura o estado de performance nas atividades. Com base neste estudo conseguimos manipular a luz artificial a fim de alcançar o melhor desempenho para cada situação! 

LUZ QUENTE (ATÉ 3000K)

Iluminação mais aconchegante, indicada para atividades de relaxamento, pois gera um clima mais sociável, íntimo e confortável. Com isso, é ideal para quartos, salas, áreas de lazer, recepções, lounges.

LUZ NEUTRA (DE 3000K A 5000K)

Recomendada para cozinhas, banheiros, lavanderias, escritórios, home offices, além dos demais ambientes para atividades com níveis moderados de atenção. 

Fonte: https://www.vivadecora.com.br/foto/21208/banquetas-brancas-e-bancada-com-cooktop-embutido

LUZ FRIA (ACIMA DE 5000K)

Indicada para locais onde são executadas tarefas que demandam maior atenção e alerta. Por exemplo as indústrias, clínicas, hospitais, drogarias e ambientes corporativos.

Fonte: http://argoseletrica.com/iluminacao-quente-x-iluminacao-fria/

Uma dica importante quando temos cozinha americana, integrada a sala com iluminação amarela, é utilizar a iluminação amarela também na cozinha, assim se as lâmpadas da cozinha e da sala estão acesas simultaneamente o ambiente fica com uma iluminação mais uniforme.

Os circuitos também ajudam na melhor ambientação para o momento, separando as luminárias em interruptores diferentes, você consegue adaptar a iluminação dos ambientes conforme necessidade do momento. No caso das cozinhas, por exemplo uma sugestão é ter um circuito com luzes mais neutras ou até brancas para serem utilizadas enquanto cozinham e ter outo circuito com uma iluminação mais amarelada, para ser acionada no momento das refeições e o ambiente ficar mais aconchegante. Já nos quartos, mesmo com todas as lâmpadas amarelas os circuitos podem ajudar a garantir um conforto, por exemplo possibilitando somente a iluminação da cabeceira acesa em um momento de relaxamento antes de dormir, e as demais luminárias são utilizadas para enxergar melhor o armário ou na hora de se vestir.

Os tipos de luminárias ficarão para um próximo texto, então fiquem de olho aqui no casa8home.

BIBLIOGRAFIA:

http://www.ourolux.com.br/blog/2019/01/luz-quente-e-luz-fria-voce-sabe-qual-a-diferenca-entre-elas/

http://www.palaciodaslampadas.com.br/index.php?route=journal2/blog/post&journal_blog_post_id=20

https://kian.com.br/blog/curiosidades/item/33-cor-da-luz-nos-ambientes

https://plugdesign.com.br/temperatura-cor/

http://argoseletrica.com/iluminacao-quente-x-iluminacao-fria/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *